Exibindo 15 resultados para posts com a tag TREINAMENTO MEDICO.

BENEFÍCIOS DE NÃO TREINAR NO PACIENTE

Em época de responsabilidade civil e bioética, o “errar é humano” não é mais aceitável por si só. Com a simulação, nós aprendemos para operar e não operamos para aprender, preenchendo uma importante premissa ética da relação médico-paciente.

COLECISTECTOMIA VIDEOLAPAROSCÓPICA REALIZADA POR MÉDICOS RESIDENTES EM CIRURGIA GERAL AUMENTA O RISCO DO PROCEDIMENTO?

Nas últimas décadas, a comunidade cirúrgica tem debatido sobre o delicado equilíbrio entre a educação médica e a assistência ao paciente, seus riscos e custos. Dados da literatura científica em relação à morbimortalidade cirúrgica em procedimentos com participação de residentes são conflitantes. Além das questões relacionadas à segurança do paciente, existe a percepção comum de que o envolvimento do residente possa ter impacto econômico.

A importância do treinamento em videocirurgia baseado em simulação

Apesar das variações nos métodos de avaliação, habilidades e parâmetros cirúrgicos, todos os estudos relataram a eficácia do treinamento de simulação na prática clínica. Cirurgiões treinados em simulador realizaram procedimentos cirúrgicos de forma mais rápida, com maior precisão e baixo percentual de erros intra-operatórios ou complicações pós-operatórias em comparação com o grupo treinado convencionalmente.

Voltar