COLECISTECTOMIA VIDEOLAPAROSCÓPICA REALIZADA POR MÉDICOS RESIDENTES EM CIRURGIA GERAL AUMENTA O RISCO DO PROCEDIMENTO?

Nas últimas décadas, a comunidade cirúrgica tem debatido sobre o delicado equilíbrio entre a educação médica e a assistência ao paciente, seus riscos e custos. Dados da literatura científica em relação à morbimortalidade cirúrgica em procedimentos com participação de residentes são conflitantes. Além das questões relacionadas à segurança do paciente, existe a percepção comum de que o envolvimento do residente possa ter impacto econômico.

APENDICECTOMIAS VIDEOLAPAROSCÓPICAS NO SUS E EM HOSPITAIS PRIVADOS: UM DESEQUILÍBRIO INJUSTIFICÁVEL

O mercado de trabalho, cada vez mais solicitante e competitivo, exige profissionais capazes de realizar procedimentos cirúrgicos de alta complexidade por técnicas minimamente invasivas, por isso cabe às entidades governamentais em diferentes níveis, como federal, estadual e municipal, sociedades de especialidades cirúrgicas, cirurgiões em posição de liderança e responsáveis pelo treinamento de novos profissionais, buscarem estratégias para a implementação definitiva das técnicas minimamente invasivas no SUS.

A SÍNDROME DE BURNOUT NA ATIVIDADE DO CIRURGIÃO

É cada vez mais frequente a incidência de médicos afetados pela "síndrome de burnout”, popularmente denominada como "síndrome do esgotamento profissional". Identificada há mais de duas décadas, é um distúrbio psíquico ocasionado pela exaustão extrema relacionada à atividade profissional.

Reciclar o conhecimento é essencial

Diariamente somos engolidos por novidades tecnológicas que interferem nas nossas rotinas pessoais e profissionais. E, para não ficar olhando pelo retrovisor é preciso agilidade e renovação. Cristiano Kruel defende que, independentemente de status, condição financeira ou experiência acumulada, é necessário que a pessoa ou o profissional se renove frequentemente, pois do contrário terá muitas dificuldades para entender e enfrentar o futuro.

Simulação no treinamento de residentes em urologia, melhora resultados clínicos de pacientes que foram submetidos a nefrectomia parcial laparoscópica

Artigo do Dr. Artur Paludo, urologista, que realizou durante a sua residência mais de 240 horas de treinamento conosco, período que despertou nele o interesse pelo tema desta publicação, na qual ressalta e valoriza a importância do treinamento através de simulação em realidade virtual na qualificação profissional de médicos e médicas.