Entrevista Dr. Miguel na BandNews

por Rafael dos Santos Mazzuca

Nosso coordenador Médico, Dr. Miguel Nácul foi o entrevistado do BandNews Happy Hour, na última quarta-feira, dia 24 de Abril. O programa é apresentado pelos jornalistas Ico Thomaz e Fernanda Zaffari.

Dr. Miguel falou sobre a Simulação Médica, sua história, importância e benefícios deste modelo de treinamento. Confira a transcrição da entrevista abaixo:

O que é Simulação Médica?

Basicamente simulação é o ato de fingir, de fazer de conta. Aplicado a medicina o significado seria de criar um ambiente que simula a realidade, utilizando-o para treinamento. A simulação médica hoje em dia é uma das atividades mais importantes na formação do profissional, porque hoje a formação médica dentro de uma realidade do século XXI no Mundo e no Brasil também, tem tudo a ver com a segurança do paciente, melhorar o atendimento do paciente e diminuir a incidência de efeitos adversos, acidentes e complicações.

Qual a importância Simulação Médica para a Medicina?

A simulação é utilizada em várias áreas. Uma analogia clássica está na Aviação, pois para estar apto para fazer qualquer tipo de viagem, o piloto e sua equipe terão de passar por horas e horas fazendo o exercício de simulação. Na área médica o ambiente de realidade virtual, além disso, permite que esse treinamento seja feito de uma forma continuada dentro de um currículo bem organizado e tendo objetivos bem determinados melhorando muito a qualidade profissional e isso em última instância aumenta a segurança no atendimento ao paciente e essa é a grande importância.

Qual a diferença na preparação e no entendimento do acadêmico e do Médico já estabelecido em relação ao treinamento médico em realidade virtual?

Realmente não é fácil se adequar e abraçar essa nova tecnologia. Eu tenho trabalhado com formação de profissionais na área cirúrgica, principalmente para procedimentos minimamente invasivos em nível de pós-graduação há 25 anos, ou seja, profissionais que já passaram pela faculdade já fizeram sua especialização e que voltam para fazer um retreinamento. Na área da cirurgia, historicamente o treinamento sempre foi realizado no paciente sobre a tutoria de um profissional mais experiente, formato clássico que é oriundo do final do século XIX. A partir do boom da videocirurgia e da videolaparascopia no final da década de 80, início da década de 90 este formato através da tecnologia foi inserido no meio médico. Começamos a trabalhar com novas tecnologias, novos ambientes, novos instrumentos, completamente diferentes da antiga cirurgia aberta e convencional, necessitando, assim, de um aprimoramento do modelo que vinha se utilizando. A simulação médica surge como essa resposta, formando um profissional melhor, cuidando da segurança dos pacientes e poupando os animais de experimentação.

Quanto as novas tecnologias influenciam na medicina?

Muito. Em todas as áreas do conhecimento humano, inclusive. Na medicina, em especial na minha área, influenciam muito. Nós passamos por uma revolução na videocirurgia, hoje a gente usa um conceito de cirurgia minimamente invasiva, uma revolução que foi realmente feita na cirurgia e agora com a introdução dentro do ambiente da videocirurgia, da cirurgia robótica, são efetivamente mudanças de paradigma. É um nova ideia que surgiu de tal forma que muda todos os conceitos já existentes.

Quais as áreas que mais utilizam essas tecnologias?

Todas. É claro que nessas áreas onde existem procedimentos, essas tecnologias, por vezes, geram uma mudança de paradigma, uma evolução muito mais evidente. Quanto essas novas tecnologias ainda, a gente sempre pensa que elas podem ser coisas boas, porém muitas vezes elas são tecnologias ainda não certificadas, então para isso a gente precisa de muita pesquisa, trabalho da academia e principalmente a gente precisa treinar muito as pessoas na utilização dessas novas tecnologias.

A tecnologia na Medicina vem para nos ajudar?

Não tem dúvida nenhuma e para que a gente possa incorporar essas novas tecnologias em prol do bem estar do paciente precisamos utilizar o treinamento e a simulação médica é base do treinamento.