Curso de Artroscopia: entrevista com o Prof. Dr. Ricardo Canquerini

por Viva Comunicação

Entrevistamos o Prof. Dr. Ricardo Canquerini - Ortopedista Cirurgião de Ombro e Cotovelo, Mestre em Ciências Cirúrgicas UFRGS, um dos coordenadores do Curso de Artroscopia que ocorrerá nos próximos dias 09 e 10 de Novembro. Dr. Ricardo falou sobre o impacto da simulação com realidade virtual no treinamento médico, sobre a influência da tecnologia no diagnóstico e tratamento esportivo e sobre sua parceria com o Instituto Simutec.

Como avalias o impacto da simulação com realidade virtual no treinamento médico em sua área (ortopedia e cirurgia de ombro e joelho)?


“A simulação em Artroscopia do Ombro e Joelho é um avanço significativo na forma como treinamos e nos preparamos para cirurgias. Até hoje, tínhamos que aprender as técnicas cirúrgicas observando cirurgiões antigos operando, treinando em modelos plásticos ou em cursos com cadáveres. O simulador nos permite mais horas de treinamento que os métodos antigos de aprendizado. Assim, adquirimos as habilidades necessárias para fazer procedimentos médicos complexos antes mesmo de realizá-los no paciente.


Pensando nas especificidades de patologias que afetam os jogadores de futebol, quais são as apostas da tecnologia no diagnóstico e tratamento?


“O simulador que dispomos atualmente, o ArthroMentor da Simbionix, tem, além de todo o treinamento básico de habilidades cirúrgicas, módulos de joelho e ombro com as técnicas mais avançadas para o tratamento das lesões do esporte nestas áreas. É possível realizar cirurgias de ruptura do ligamento cruzado do joelho, lesões de menisco, lesões dos tendões do ombro (manguito rotador) e lesões ligamentares do ombro causam luxação. Estas lesões acometem os praticantes de futebol e praticantes de inúmeros outros esportes. Num futuro próximo, mais e mais procedimentos podem ser inseridos no simulador. E com o avanço da  tecnologia, imagine a possibilidade de inserir o exame de imagem de uma determinada lesão no simulador, planejar e realizar a cirurgia antes mesmo de levar o paciente ao bloco cirúrgico.”


Como avalias a parceria com o Instituto Simutec na realização desse evento?


“Começamos a parceria com o Instituto Simutec há cerca de 1 ano, quando chegaram os simuladores para treinamento dos residentes de ortopedia do Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Foi possível observar a  evolução enorme na habilidade cirúrgica deles com os treinos semanais. Agora, a ideia é disponibilizar este treinamento para toda comunidade médica interessada em aperfeiçoar suas habilidades em Artroscopia Joelho e Ombro. Este evento que participamos, reuniu médicos residentes de vários serviços da Grande Porto Alegre e do interior do estado. Eles puderam conhecer as excelentes instalações do Instituto e experimentar o simulador de artroscopia em todo seu potencial.”